UNITA, APN E FNLA COMPLEMENTAM A BASE DE SUPRIMENTO DE INSUFICIÊNCIAS

UNITA, APN E FNLA COMPLEMENTAM A BASE DE SUPRIMENTO DE INSUFICIÊNCIAS

01-06-2017
A UNITA esteve no Tribunal Constitucional no último dia de suprimentos em virtude de ter sido notificada ontem mesmo ao telefone, logo após ao estudo prévio efectuado em relação ao despacho de suprimento que entregou. A UNITA veio assim na pessoa do seu Mandatário, Dr. José Pedro Cachiungo substituir a cópia de Cartão de Eleitor de um dos seus candidatos a deputado. 

Tendo completado o suprimento, ficou perspectivada uma nova notificação da referida formação política com objectivo de receber o Acórdão que aprova a sua candidatura às Eleições de 23 de Agosto próximo. 

Outro Partido que, igualmente, compareceu ao Tribunal Constitucional foi a APN. 

A Aliança Patriótica Nacional foi notificada para no âmbito do processo, suprir em definitivo algumas inconformidades subsistentes. Assim sendo, a formação política compareceu com mais quatro pastas contendo os documentos requeridos. 

O Mandatário da APN, Dr. Adilson Francisco Almeida disse que o seu partido veio complementar os processos dos candidatos em falta. Foram tratadas as mínimas questões como a assinatura dos candidatos, os Cartões de Eleitores bem com alguns Registos Criminais. 

"Conseguimos dentro dos prazos entregar a nossa legista devidamente preenchida, com toda a documentação conforme a lei", disse o Mandatário. 

A FNLA foi a última formação a complementar o suprimento tendo vindo substituir dois dos seus candidatos em virtude de um não ter feito prova de vida e outro não possuir Cartão de Eleitor. Este procedimento implicou uma nova ordem nos Círculos de Cabinda e Cunene. Foram ainda acrescidas duas pastas referentes às Províncias do Huambo e Moxico.